Blog Tramontina Dicas para fazer bonito

Faça você mesmo

Horta doméstica: dicas de como fazer bonito

Horta doméstica: dicas de como fazer bonito

Aprenda a cultivar em casa e apostar na saúde e bem-estar da família

As hortas domésticas têm sido uma alternativa cada vez mais presente no dia a dia das cidades. Além de garantir alimentos frescos e sem agrotóxicos — busca constante de quem quer uma alimentação mais saudável — ainda permite uma interação com a natureza que a vida urbana costuma afastar da rotina.

Para apostar na saúde e bem-estar que uma horta caseira proporciona, você pode escolher entre diversas variedades de temperos, legumes, verduras, pequenos frutos, ervas, entre outros vegetais para cultivo.

Pensando em começar a sua?


Anote aí algumas dicas de como fazer bonito:

  • Antes de tudo, atenção ao selecionar o local para cultivo. Dê preferência por espaços com boa exposição solar e ventilação;

  • Outra dica importante é delimitar os canteiros: A largura recomendável não deve exceder 1,2 metros para facilitar o acesso. Isso evita o pisoteio na região de cultivo;

  • Uma ferramenta fundamental para iniciar uma horta caseira é uma boa enxada: use-a para incorporar o adubo ao solo, e também na capina, para remover as ervas espontâneas que surgirem no local;

  • Antes de começar o plantio, não esqueça de fazer o nivelamento do canteiro. Você pode usar um ancinho, com dentes que facilitam a retirada dos torrões e pedras em meio a terra já descompactada;

  • O plantio das mudas e a semeadura das sementes pode ser feito com auxílio de uma pazinha, que permite abrir pequenos buracos para o plantio. Nesse momento, cuide para não enterrar totalmente a muda: somente as raízes devem ficar sob a terra;


  • Não esqueça de adotar um espaçamento adequado entre as mudas ou sementes durante o plantio. Elas precisarão de espaço para crescer, que vai depender da variedade escolhida;

  • Realize o plantio com mais frequência e em menor quantidade. Assim, você sempre terá verduras frescas para colher;

  • Para a irrigação frequente, use uma hidropistola com jato de gotas finas. Dessa forma, você evita danos ao vegetal e também previne o movimento de solo;