Dicas para fazer bonito

Como escolher a melhor cuba para a cozinha

Como escolher a melhor cuba para a cozinha

Entre muitos modelos, dicas podem ajudar a definir o que mais combina com o seu projeto.

Quando fazemos um projeto de cozinha um dos pontos que sempre levantamos é como escolher a cuba mais adequada, que combine com o projeto e garanta a sua funcionalidade. Modelo simples ou duplo? Pequena ou grande? Embutida, nivelada ou de sobrepor? Com ou sem acessórios? Retangular ou redonda? Com algumas dicas que daremos a seguir é possível escolher a que melhor se adapta ao seu projeto. 

O primeiro ponto importante é a realização de um briefing bem profundo a respeito das necessidades e rotina de cada pessoa. O objetivo é sempre tornar a cozinha um espaço com muita praticidade no dia a dia. Esta pesquisa inicial ajuda a definir pontos técnicos como os itens que serão utilizados juntamente com a cuba, como torneiras ou misturadores, duchas manuais, válvulas de escape, acessórios em geral e trituradores.

Em seguida, devemos analisar o tamanho da cozinha e, consequentemente, da bancada. Em uma cozinha com uma bancada grande, vale apostar em uma cuba grande. Desde o seu lançamento, temos utilizado bastante a Cuba Quadrum 70, que é uma peça resistente e tem um tamanho perfeito tanto na largura quanto na profundidade – nela conseguimos colocar uma panela grande ao lado de um prato de jantar sem que fique aparente. Então, é perfeita para esconder aquela baguncinha enquanto a louça não é lavada. Ela pode ser instalada tanto por cima quanto nivelada à bancada. Nestes dois projetos abaixo, instalamos a cuba perfeitamente nivelada com o sistema flush da Tramontina, indispensável para garantir que a água escoe facilmente para dentro da cuba e traga uma estética clean ao ambiente. Além disso, optamos pelos acessórios como canal organizador, lixeira de embutir, tábua de madeira que encaixa na cuba e dosador de sabão.

Figura 1: Projeto DS Jardins DJ Fotografia de Duda Senna


Figura 2: Projeto DS Perdizes RA II. Fotografia de Gisele Rampazzo

Outras opções para projetos com bancadas grandes são as Cubas Isis, que possuem dois compartimentos, o que permite separar as louças limpas das sujas, por exemplo. Ou até as Cubas Lavínia, instaladas por baixo da bancada e com profundidade de 14 cm, o que traz conforto e evita respingos. 

Em cozinhas com uma bancada pequena, o ideal é uma cuba menor, e uma ótima opção é a Cuba Morgana Compact, que já vem com a furação para o misturador e o dosador. Como no projeto abaixo, no qual a cuba foi sobreposta à bancada e, por ter uma profundidade de 19 cm, atendeu muito bem às demandas diárias. Além disso, ela acompanha válvula, tábua de madeira, cesto coador e dosador de sabão, acessórios que gostamos de sugerir por conta da praticidade e funcionalidade. Esses itens permitem dar usos diferentes ao espaço da cuba no momento de cozinhar ou de lavar louça, economizando espaço na bancada. 

Figura 3: Projeto DS Vila Madalena JN. Render de Leonardo Tonon