Sala de imprenssa

Assine o conteúdo:

Selecione categorias:

Ou assine via RSS:

RSS

Tramontina cria esculturas em lenha como alerta ao desmatamento

28/04/2015

 

 

A Tramontina esculpiu animais em extinção na madeira como forma de alertar para um problema grave no Brasil: o desmatamento, que tem como causa número um a extração de lenha. Anualmente, são derrubados 600 mil hectares de florestas brasileiras, prejudicando árvores, plantas e animais. A iniciativa faz parte da ação “Lenhas de Animais”, criada pela J. Walter Thompson. Verdadeiras obras de arte, as peças ganharam formato de pássaro, macaco, cobra, tatu e jacaré, num trabalho minucioso do artista Lucas Strey. "Queimando esta lenha de mata nativa você queima também os animais. Use lenha ecológica Tramontina" é a mensagem gravada em cada uma das peças. Além de chamar a atenção para as sistemáticas derrubadas de mata nativa, o trabalho posiciona a Tramontina como uma alternativa sustentável. A partir da serragem de madeira reflorestada, gerada no processo de usinagem de cabos de ferramentas, a marca produz lenhas ecológicas. São fabricados ao mês cerca de 400.000 Kg de briquetes, o que representa a permanência de 8,5 mil árvores na natureza. A Tramontina ainda mantém áreas de preservação permanente, algumas ainda sem a intervenção humana, e áreas em fase de recuperação, com o plantio e o manejo de espécies nativas. Para esta campanha, foram desenvolvidos 25 kits, compostos por cinco espécies de animais. O material foi entregue em estabelecimentos que utilizam lenhas, para entidades e formadores de opinião engajados em causas sustentáveis.

O produto
A lenha ecológica da Tramontina, também conhecida como Briquete, é resultado da serragem de madeira reflorestada, gerada no processo de usinagem de cabos para ferramentas. A compactação da serragem para a fabricação do Briquete Tramontina é feita sob pressão e alta temperatura - sem adição de produtos químicos - originando um produto 100% ecológico.

Sustentabilidade
A Tramontina utiliza matéria-prima proveniente de manejo florestal sustentável e promove a recuperação de florestas nativas. Em Aurora do Pará, foram recuperados mil hectares de áreas degradadas na Amazônia Brasileira, com o plantio de espécies nativas. Na cidade de Encruzilhada do Sul, no Rio Grande do Sul, já foram reflorestados 5 mil hectares, com 8 milhões de unidades de Pinnus Elliotti. Anualmente, a fábrica de Belém consome 20.000 m³ e planta 120 mil árvores. Já na cidade gaúcha, a cada m³ usado, 15 árvores são plantadas. Consome-se 30.000 m³/ano e planta-se 450 mil árvores de Pinnus Elliotis.

Ficha técnica:
Título: Lenhas de Animais
Agência: J.Walter Thompson Brasil
Cliente: Tramontina
Serviço: Jardinagem
CCO: Ricardo John
Head of art: Fabio Simões
Direção de Criação: Diego Wortmann e Mariana Borga
Redator: Rodrigo Rocha
Diretor de Arte: Diego Vieira
Atendimento: Daniela Flores, Fernanda Knijnik e Lilian Chwartzmann
Produção Gráfica: Vivian Land e Josiane Toniolo
RTV: Daniela Flores e Fernanda Knijnik
Produtora de vídeo: Bloco Filmes
Diretor: Gabriel Gomes
Produtora de aúdio: B Sound
Fotografia: Leticia Remião e Eduardo Bussolin
Ilustração: Romeu e Julieta
Artista visual: Lucas Strey
Aprovação: Rosane Fantinelli e Nestor Giordani